Sábado, 6 de Junho de 2009

ECOS DOS CLAUSTROS

 

VOCAÇÃO / PROFISSÃO

 

Entrei na igreja como faço regularmente, e sentei-me numa das filas de trás. De repente dei por mim completamente abstraído da minha fé, contemplando apenas as pessoas que faziam parte daquela assembleia, e que assistiam á missa. Havia algo de comum a praticamente todas, que sobressaía em dois factores, a côr negra das roupas que vestiam, e a grande maioria apresentava o cabelo branco ou grisalho.

Perguntei para mim mesmo onde estariam os jovens, pois apenas estavam duas ou três crianças de colo, que acompanhavam os pais. O próprio padre, também ele já entrado na idade e portador de um discurso monocórdico e já gasto, provocava, digo eu, alguns bocejos na assembleia que as pessoas tentavam disfarçar, fazendo o sinal da cruz na boca.

Como será quando as pessoas que vestem de negro "partirem", como será quando o pároco já entrado na idade "deixar de estar presente"?

Como estará a nossa Igreja Instituição a pensar resolver o problema da sucessão? Sim, a sucessão dos fiéis, a sucessão dos próprios sacerdotes, sabendo nós que as vocações cada vez são menos, e que os padres começam a faltar nalgumas localidades?

Mentes menos abertas, e mentalidades mais ortodoxas, hoje criticam os padres mais jovens e os seus "comportamentos modernos" ( usam boas roupas, conduzem bons carros, fumam, bebem e divertem-se em festas e farras). São demasiado permissivos quanto ao uso de violas e outros apetrechos musicais, que possam dinamizar as missas e atrair as camadas mais jovens. Se porventura arrastam com eles grupos de jovens e são autênticos monitores e animadores, se são promotores de eventos e bons gestores, são apontados como "meros profissionais". Sou levado a concluir que algo está mal, que algo terá de mudar, e acredito que terão de ser as mentalidades mais "tacanhas".

 

Arrisco mesmo a afirmar, que se estes senhores tiverem que fazer da sua vocação uma profissão, se como bons profissionais arrastarem com eles camadas de jovens, que lhes saibam transmitir o ideal de fé, de esperança, e incutir-lhes o verdadeiro sentido da vida e fizerem com que os cabelos grisalhos que actualmente enchem os templos, se comecem a diluir com os cabelos negros e brilhantes de sangue mais novo, então  nesse dia não se distinguirá se é vocação ou profissão, e o resultado será brilhante. 

 

Creio que, o que  é de facto importante não é o meio para atingir o fim, mas sim atingi-lo!     


publicado por pauloel às 19:43
link do post | comentar | favorito
|

CONTADOR DE VISITAS

Contador de visitas
Hospedagem

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31




pesquisar

 

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 11 seguidores

tags

todas as tags

SAPO Blogs

RECICLAR é dar e RECEBER

Spread the Recycling Message