Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

ECOS Á DISTÂNCIA

                                                                       Foto by David Vela Cervera

 

«Cada vez mais os afectos, emoções, sentimentos e carinho estão a ser substituídos por um toque á distância.

Vivemos numa sociedade extremamente moderna, que deixa para trás tudo o que realmente importa.Onde estão as cartas de amor, as declarações á janela, a rosa vermelha? - Não estão!

No lugar de tudo isto encontramos as mensagens, os chat's, o hi5 e o tão famoso "MSN". Tudo "locais" de convívio e socialização, é um facto, mas á distância, de forma pouco pessoal. Apenas conhecemos e vemos a letra escolhida pela outra pessoa, quando fala connosco, de vez em quando lá calha uma animação/emoção a expressar o que sentimos, risos, gargalhadas...Voz, cheiros, onde está tudo isso? Fica no quarto ou no escritório, que ecoa quando sentimos algo. Não é partilhado, é nosso,  fica preso entre quatro paredes, e pensamos que somos felizes assim. Mentira! A felicidade não se resume a estar á frente de um computador ou de um telemóvel, a falar com um desconhecido, ou mesmo conhecido, e consideramo-lo amigo. É uma ideia totalmente errada, a amizade e a felicidade, requerem convívio, requerem presenças pessoais, multidão, e não isolamento e solidão.

Vivemos numa sociedade onde os nossos melhores amigos são as tecnologias, sejam telemóveis ou computadores, perdemos segundos, mimutos e horas de vida,  " de volta" destes, e para quê? para gastar mais um bocado das teclas dos mesmos, ou para ficar com calos nos dedos?

Não acho correcto, mas infelizmente é assim, somos seres influênciáveis e de manipulação fácil, que trocamos cada vez mais a realidade da vida, e os verdadeiros sentimentos, pelos telemóveis e pelas relações "ficção". E porquê? Diria na minha opinião, que o ser humano tem medo de viver e de sofrer com as experiências palpáveis da vida, prefere manter do que inovar, prefere isolar-se e fazer-se passar por outra pessoa, do que dar a cara e mostrar quem é de facto.

Prefere o telemóvel ao contacto real, prefere o computador a um olhar profundo e apaixonado, prefere o "seguro" ao risco!»  

 

                                                                                                    Texto by Carolina (18 anos)

                                        

 


publicado por pauloel às 23:08
link do post | comentar | favorito

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar

 

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 11 seguidores

tags

todas as tags

SAPO Blogs