Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

ECOS DE "CENSURA"

foto: pauloel

 

 

 

VOAR

 

Apesar da minha idade ainda tenra nessa altura, lembro-me de uma manhã em que estava no colégio para ter aula de Educação Física, e vi que o meu professor ( o "stor" Helder) com uns colegas, também professores,  junto a uma das balizas escutavam atentamente algo proveniente de um rádio a pilhas.

 

Movidos pela curiosidade eu, e outros "putos", acercámo-nos deles para tentar perceber o que se passava de tão importante, para a nossa aula e umas quantas outras, terem ido de vela.

 

 - Não façam barulho! Deixem-nos ouvir, está a acontecer uma Revolução!

Sem percebermos bem o que se passava, e com o objectivo de vencer o frio, pois era uma manhã de Abril e estavamos de calções e camisolas de manga curta brancos, e sapatilhas a condizer, decidimos por nossa conta fazer uma peladinha de futebol.

 

Os dias foram passando e gradualmente fui percebendo o que tinha acontecido, pois o meu pai estava sempre atento aos noticiários da rádio , e ele próprio procurava explicar-me o que ía acontecendo.

Queda de regime, revolução, cravos vermelhos, liberdade, eram palavras que saíam com frequência "de dentro" da rádio, alternando com uma canção de uma criança, e de uma gaivota que voava...voava...!

 

 " Uma gaivota voava, voava... asas de vento, coração de mar! 

       Como ela, somos livres, somos livres... de voar! "

 

Não me recordo de quem era a canção, lembro-me que na altura andou de boca em boca, por muito tempo, e cresci, com a música e a canção da gaivota sempre associada á definição de Liberdade.

 

Hoje, orgulho-me de ter filhos que nasceram num país livre e moderno, onde a Liberdade de expressão existe e faz parte dos nossos dias. 

 

Hoje também, ouvi e li, comentários, rumores, ou mais á minha maneira ecos de "censura", relacionados com a estação da TVI, que espero que não passem mesmo de rumores,e que a verdade venha a ser apurada. Não quero colocar cores de política neste meu espaço de outras cores...

 

Quero continuar com a emoção daquela lágrima no canto do olho, quando ouço a canção da gaivota...

Quero continuar a acreditar que, tal como a gaivota, continuamos a ser livres...

 

...de VOAR! 

 

 

 


publicado por pauloel às 19:44
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De carlossilva a 4 de Setembro de 2009 às 12:20
Parabéns pelo blogue. Felicidades
Carlos Silva
(Porto Gráfico)


Comentar post

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar

 

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 11 seguidores

tags

todas as tags

SAPO Blogs