Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

ECOS DE UMA VIDA

 

 

foto: pauloel

 

 INCENTIVOS PARA IDOSOS  EM  " FIM DE VIDA "

 

 

Quase retirado de um slogan publicitário apelativo á aquisição de veículos ecológicos, onde por razões óbvias foi retirada a palavra ABATE, o título deste post, bem como o tema em si não podem deixar de nos chocar, num dia  que é considerado o “DIA DO IDOSO”. 
Com rendimentos mensais provenientes de reformas miseráveis, reflexo de  abandono por parte do estado e  em casos ainda mais graves  total abandono por parte das famílias, existe uma percentagem enorme de idosos em Portugal que recebem como prémio de uma vida a Solidão, o Abandono e o Desprezo.
Chocam-me situações de “lares” que funcionam como autênticas pocilgas, ou simplesmente como depósito de “sucata humana”, com excessos de lotação, falta de higiene, tendo por trás gerentes que são carniceiros genuínos, que em prole do lucro fácil, pura e simplesmente ignoram a dignidade e condição humanas.
Lar é sinónimo de casa, acrescido de uma carga emotiva que traduzimos por aconchego, conforto, comodidade, segurança, local onde é sempre bom regressar.
Recentemente tive conhecimento de um caso gritante num “lar” em que os utentes eram obrigados a despejar as fezes pela janela, devido a ausência de condições e a um claro abandono. Relatos de maus tratos e agressões são lugares comuns em muitas destas “instituições”.  Além de chocante é triste!
É triste que, apesar do louvável ponto de vista ecológico se incentive o abate de veículos em fim de vida com prémios que vão até 5000 euros, e não exista uma maior preocupação com as condições dos nossos idosos, e com as suas necessidades básicas e elementares.
Existem subsídios para quase tudo, fundos para investimento, obras de interesse público de milhões, discutem-se planos e orçamentos de estado. O facto é que quem discute, quem decide, quem distribui, e quem governa tem menos de sessenta e cinco anos, nasceu por obra do acaso, e por certo acredita na juventude eterna…   
Todos nós caminhamos á mesma velocidade e para a mesma meta. É obrigação e responsabilidade de cada um, fazer com que o dia a dia destas pessoas seja  mais digno, e  mais agradável, são pessoas com direitos iguais ás outras, e a mesma necessidade de serem felizes, apesar  do avanço na Idade.
Ser idoso é um acumular de histórias, sorrisos, lágrimas, vivências e recordações, ser idoso é o eco … de uma VIDA!
   
 

publicado por pauloel às 12:00
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De DyDa/Flordeliz a 10 de Outubro de 2009 às 17:32
Que este "eco" chegue longe.
Parabéns pela foto e pela forma como escreve.


Comentar post

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar

 

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

Ecos recentes

I BELIEVE I CAN FLY

ECOS DO CONHECIMENTO

ECOS DE INDIFERENÇA

ECOS DE MUDANÇA

ECOS DE INCERTEZA

ECOS DE PRESSENTIMENTO

ECOS DE REGRESSO

ECOS DE DESCONTRAÇÂO

ECOS AO OUVIDO

ECOS DE DESPEDIDA

ECOS DA CRIANÇADA

ECOS DE EFICÁCIA

ECOS DE CALOR

ECOS DA NATUREZA

ECOS DE FÉ

DIA INTERNACIONAL DA MULH...

ECOS DE BAIX0 NÍVEL

ECOS DE PARVOÍCE

ECOS DE COMÉRCIO

ECOS DO ASTRO REI

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 11 seguidores

tags

todas as tags

SAPO Blogs