Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

ECOS DE DESESPERO

 

HAITI - CAUSA / EFEITO

 

Trinta e cinco segundos foram suficientes para canalizar os olhos do mundo inteiro para o Haiti,  para a brutalidade das imagens de horror e destruição que correram as televisões do planeta e para desencadear uma enorme onda de solidariedade internacional.

 

Sendo o Haiti desde há muito considerado o país mais pobre da América, onde a fome e a miséria já eram realidades, esta catástrofe vem provocar a maior crise humanitária das últimas décadas e agravar da pior forma possível a situação do país.

De todos os cantos do mundo surge ajuda, reúnem-se fundos e todos os dólares parecem insuficientes para dar resposta rápida ás necessidades mais básicas. As imagens de desespero,  caos e desordem continuam a chegar, os reforços também chegam um pouco de todo o lado, mas a esperança e a confiança, essas vão demorar muito tempo a chegar.

 

Felizmente vivemos num mundo que apesar de injusto, consegue unir-se quando tragédias desta envergadura fazem esquecer os conflitos, e se procuram soluções de ajuda e de cooperação.

Felizmente existe a ONU, felizmente existe dinheiro que permite a reconstrução e  o apoio ao país, pois infelizmente a normalidade não virá tão cedo.

 

Esperemos que a comunidade internacional, e todos os países que de forma tão nobre estão a colaborar ajudem o Haiti e a sua população, mas que continuem a manifestar a sua vontade de ajudar, pois existem outros "Haiti's" que  têm fome, miséria e  precisam igualmente de ajuda humanitária internacional.

 

UGANDA,  ETIÓPIA, SUDÃO, RUANDA, SOMÁLIA , SUAZILÂNDIA e tantos outros onde a pobreza, a falta de água potável, o H.I.V.,  condições extremas de subnutrição, níveis de mortalidade infantil inimagináveis, entre outros, continuam a ser em pleno século XXI os flagelos de uma parte do planeta que parece ter sido esquecida por Deus, e pelos homens.   

 

 

 

 


publicado por pauloel às 20:47
link do post | comentar | favorito
Sábado, 22 de Agosto de 2009

ECOS DE TRAGÉDIA

     Em Agosto de 2005, a praia da Almagreira em Ferrel foi atingida por uma tragédia que vitimou 2 utilizadores de uma das mais belas praias do Concelho de Peniche, na origem da tragédia esteve um desabamento de uma arriba.

     Em Agosto de 2009 a tragédia volta a repetir-se com uma arriba, desta vez na praia Maria Luísa em Albufeira, vitimando cinco pessoas.

     Apesar da sinalização os acidentes vão sucedendo, assim como a falta de respeito das pessoas face á sinalização, e ás advertências.

     Nas praias da zona centro (S. Pedro de Moel,  uma das de maior risco devido á erosão) ,foram feitos passeios em madeira com varandins, para evitar que as pessoas pizem a arriba, protegendo o solo,  permitindo o crescimento de vegetação, e consequente fixação das areias. Foram também colocadas placas de advertência e sensibilizaçao para o problema.

     Não funciona! 

     É frequente ver pessoas a caminhar pela arriba, fora dos passeios!!  

     Obviamente que fico chocado com as mortes, e sinto pena das famílias enlutadas, mas a manter-se a situação, quer de desrespeito por parte dos utentes, quer do deixa andar das entidades competentes, mais problemas sérios como estes irão acontecer.

 

O FENÓMENO: 

O desabamento das arribas está associado à erosão continua das formações rochosas ao longo dos anos, estes fenómenos têm a capacidade de alterar a forma e a estabilidade da encostas.

O risco proveniente das arribas está directamente relacionado com a forma como lidamos com este problema, ou seja, as condições para o surgimento deste fenómeno é perceptível e minimizavel através de um acompanhamento correcto, dado que demoram vários anos a potenciar o risco.

Havendo um acompanhamento ao nível da prevenção e preparação com actividades de sensibilização, colocação de sinalização correcta quer na informação quer na localização, restrição a locais de maior risco, entre outras, certamente mitigaria o risco. 

 

 


Causas externas no Processo de Erosão:

 

  • Erosão no sopé (base) e no Topo (Crista)
  • Impacto das ondas
  • Variação rápida do nível das águas
  • Precipitações intensas
  • Modificações acentuadas do relevo
  • Sobrecargas com impermeabilização(estacionamentos, acessos e construção)
  • Regas intensivas de espaços verdes

 

  • Causas Internas no Processo de Erosão:
  • Rotura progressiva - Fissuração
  • Meteorização
  • Erosão por escoamento subterrâneo .


     

     


     

     



 

Medidas de Prevenção



  • Utilize praias vigiadas.
  • Esteja atento à sinalização de perigo.
  • Afaste-se se houver pedras soltas ou rachas.
  • Evite permanecer na base e no topo da arriba.
  • Não estacione no topo da arriba.
  • Não se abrigue do vento e do sol junto à arriba.


    Prevenção e Observação.
  • Evite a permanência em locais perigosos e instáveis.

  • Evite a prática das actividades recreativas sozinho.

  • Avise do seu paradeiro a familiares ou amigos.


publicado por pauloel às 15:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar

 

Ecos recentes

ECOS DE DESESPERO

ECOS DE TRAGÉDIA

Ecos recentes

ECOS DE DESESPERO

ECOS DE TRAGÉDIA

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 10 seguidores

tags

todas as tags

SAPO Blogs